Vereador Abilio Junior | Aquele que chamaram a polícia para não fiscalizar.

Vereador Abilio mobiliza população em manifesto “Fora Paletó”

O vereador Abilio Junior está encabeçando uma manifestação popular para o próximo dia 8 de dezembro, com concentração na Praça das Bandeiras, a partir das 15 horas, em Cuiabá. Com o slogan “Fora Paletó”, o parlamentar pretende reunir centenas de pessoas contrárias ao processo de sua cassação e descontentes com a administração municipal.

Estão na pauta da manifestação os seguintes temas: “Não à cassação do vereador Abilio”, “Retomada da CPI do Paletó” e “Não ao aumento do salário do prefeito Emanuel”.

“Eu entrei para a política com o ideal de transformação, de melhorar a cidade em que vivemos. Desde então, resolvi conduzir meu mandato por meio das ações de fiscalização dos serviços públicos. Mas venho passando por diversas dificuldades de atuação, por conta dessa forma que escolhi trabalhar. A maioria dos requerimentos feitos por mim a pedido da população, não é atendido. Meus projetos de leis não são aprovados. E agora querem me silenciar, cassando meu mandato”, explica Abilio sobre as dificuldades de sua vereança como líder da oposição.

Segundo ele, o processo de cassação da qual está respondendo junto à Câmara de Cuiabá, desde setembro deste ano, é em virtude desse enfrentamento parlamentar. “Todo o trabalho que fizemos até aqui, tem gerado muita raiva por aqueles que estão no poder. Existe muito interesse de grandes grupos políticos e econômicos, dos quais tenho amplamente denunciado. Isso gera muito ódio dessas pessoas contra mim. E tudo que eles mais querem é me derrubar. Mas não vou entregar, vou lutar até o fim contra esses políticos que não querem a verdadeira mudança na qualidade de vida da população”, diz Abilio.

Segundo o parlamentar, a Câmara tem adotado dois pesos e duas medidas entre os demais vereadores da base e da oposição. “Diferente da postura adotada contra mim, em que a Câmara descumpriu ritos processuais, deu toda a celeridade no meu processo de cassação. Com o prefeito do paletó a mesma Câmara foi lá e freou, recorrendo à Justiça no processo da CPI do Paletó. Porque eles fazem questão de não investigar o ‘prefeito do paletó’, com o argumento que aqui não é o lugar. Aqui não é a Casa do Povo? Quem mais sofre com essa má administração municipal não é o povo? Desde que estourou o escândalo do vídeo em que o prefeito embolsava dinheiro no paletó, desde quando o ex-governador, Silval Barbosa, e seu assessor, Silvio Corrêa, estiveram na Câmara afirmando que era propina o dinheiro caído do paletó, que o prefeito Emanuel diz que a verdade vai aparecer. Até quando essa conversa? Em 2050, talvez. Isso não pode mais ficar como está. Temos de mudar a realidade política da nossa cidade e é já!”, defende Abilio.

O aumento do salário do prefeito Emanuel Pinheiro foi aprovado este mês pela Câmara de Cuiabá. A partir da Lei, o salário do prefeito passou de R$ 23 mil para R$ 27 mil. O vereador Abilio foi o primeiro a manifestar contrário à lei. Também foram contra o aumento os demais vereadores Diego Guimarães, Dilemário Alencar, Felipe Wellaton, Lilo Pinheiro e Wilson Kero-kero. Todos eles da oposição e que estarão em apoio à manifestação no próximo dia 8.

“Para mudarmos o Brasil, precisamos mudar Cuiabá. É um momento ímpar que nossa cidade vive. Um momento de mostrarmos que a força está com o povo, que o poder de transformar a política da nossa cidade está com o povo”, enfatiza Abilio.

Dana Campos
Assessoria/Vereador Abilio Junior (PSC)

Facebook Comentários

Vereador Abilio mobiliza população em manifesto “Fora Paletó”

O vereador Abilio Junior está encabeçando uma manifestação popular para o próximo dia 8 de dezembro, com concentração na Praça das Bandeiras, a partir das 15 horas, em Cuiabá. Com o slogan “Fora Paletó”, o parlamentar pretende reunir centenas de pessoas contrárias ao processo de sua cassação e descontentes com a administração municipal. Estão na pauta da manifestação os seguintes temas: “Não à cassação do vereador Abilio”, “Retomada da CPI do Paletó” e “Não ao aumento do salário do prefeito Emanuel”. “Eu entrei para a política com o ideal de transformação, de melhorar a cidade em que vivemos. Desde então,